É verdade que as vacas bebem muita água?

500

Muitas vezes a produção animal, especialmente a produção de carne de vaca, é acusada de uma imensidão de crimes ambientais. Uma das acusações prende-se como o gasto de água na produção animal. Claro que o título deste artigo é simplista, pois a maior parte da água gasta em produção bovina é utilizada na produção de alimento, no entanto, a variação na quantidade de água gasta por kilograma de carne produzida é enorme e depende diretamente do método de produção. 

Produção Carne vaca

Quais são os métodos de produção de carne de vaca?

Produção animal intensiva:

Pretende otimizar os custos de produção, reduzindo a área por animal e recorrendo, na maioria das situações, a forragens e suplementação alimentar. 

Produção animal extensiva:

Os animais são criados em pasto e recebem muitas vezes, suplementos alimentares na fase final da produção. A maioria dos bovinos de carne em Portugal são produzidos deste modo. 

Produção sustentável: 

Neste tipo de produção pretende encontrar-se um equilíbrio entre a eficiência na produção animal e a regeneração do terreno agricola. Vulgarmente conhecida como carne de pasto ou, em inglês, “grass-fed beef”.

Produção biológica: 

É uma produção certificada, geralmente pretende ser sustentável mas o principal objetivo é a utilização de produtos com certificação biológica. 

Produção Carne de vaca

Consumo de água na produção de carne de vaca

A água utilizada na agricultura divide-se em água azul, cinzenta e verde. 

Água verde: 

Proveniente da precipitação. Permanece temporariamente à superfície ou na vegetação. Não sofre escoamento.

Água azul:

Existente em rios, lagos e outros sistemas naturais ou construídos pelo homem.

Água cinzenta: 

Necessária para diluir os poluentes utilizados, ou seja, água desperdiçada.

Produção Carne Vaca

Os animais em produção sustentável são alimentados em pasto irrigado apenas com água da chuva, eventualmente com água azul nos meses mais quentes e a utilização de fertilizantes é mínima, o que resulta num desperdício de água reduzido. A presença do animal diretamente no terreno facilita a integração dos excrementos no solo.

Na produção intensiva utiliza-se uma maior quantidade de água em comparação com os restantes métodos, para produção de forragens e para produção de fertilizantes e suplementos que, eventualmente, contaminarão mais os solos. 

No entanto, é importante referir que a produção bovina, no geral, tem sempre uma maior parte de gasto de água verde, ou seja, água proveniente diretamente da chuva.

Para sintetizar…

  • É importante avaliar a produção animal, especialmente a produção sustentável como um todo: a regeneração dos solos, a deposição de excrementos e de urina que irão enriquecer o solo, aumentar a quantidade de água no solo e a sua capacidade de absorção e permite, muitas vezes, rentabilizar áreas não seriam aráveis, isto tudo enquanto se produz um alimento rico nutricionalmente. 
  • Pode ser adquirida carne de qualidade em qualquer hipermercado.

Sabias que a quantidade de água necessária para produzir um kilograma de carne de vaca é semelhante à necessária para produzir a mesma quantidade de açúcar, abacates, açúcar, arroz ou nozes.

Bibliografia: 

FAO. 2019. Water use in livestock production systems and supply chains. Guidelines for assessment (Version 1). Livestock Environmental Assessment and Performance (LEAP) Partnership. Rome.

RODGERS, Diana; WOLF, Robb (2019). Sacred Cow: The Case for (Better) Meat. USA

RIDOUTT, Bradley et. al. (2012). Water footprint of livestock: Comparison of six geographically defined beef production systems in The International Journal of Life Cycle Assessment 17(2):165-175

THE WATER FOOTPRINT OF BEEF. Fluencecorp. Acedido a 21 Setembro 2020 em: https://www.fluencecorp.com/the-water-footprint-of-beef

The Water Footprint of Beef: Industrial vs. Pasture-Raised (2018). Water Calculator. Acedido a 21 Setembro 2020 em: https://www.watercalculator.org/footprint/water-footprint-beef-industrial-pasture/

Água Doce Disponível. Conselho Nacional da Água. Acedido a 21 de Setembro em: https://conselhonacionaldaagua.weebly.com/aacutegua-em-portugal.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close
Temperos da Argas © Todos os direitos reservados.
Close